About Me

My photo
Professora, Jornalista, Relações Públicas e Mestre em Comunicação Social. Apaixonada pela comunicação e pelo imaginário humano e cultural.

Followers

Tuesday, January 24, 2012

Alargando o verão

Meu último post sobre o verão, trazia um pesar total sobre a perda física de algo que tenho como referência de lar. Para “amenizar” ou não essa dor, a proposta era escrever sobre momentos marcantes desses 30 anos de litoral norte. Mas eis que, ventos marítimos sopraram, Yemanjá ajudou e as cantorias com a Vó Laidinha, expostas aqui, reverteram o quadro.

Saí com o coração apertado em uma tarde de sábado, rumo à Porto Alegre, sentindo que aquele lugar não seria mais meu. Retornei, em menos de uma semana, tendo a certa de que as coisas ficariam no seu devido lugar. Sim, não nos despediremos mais. Nem eu e a casa, nem eu e as lembranças, nem eu e minha rede, nem eu e meu lar.

É, seguiremos unidas, mesmo que chova forte e eu não consiga chegar na calçada alagada, mesmo que abra um sol insuportável de ficar embaixo. Estaremos juntas, rememorando histórias e criando outras. Alargaram-se as portas do meu verão, do meu 2012 e, atualmente, nossa despedida será temporária.

Continuarei a ver minha afilhada correr pela grama e gritar por mim na grade, o Kikito, meu cachorrinho, dar sinal a cada movimento da rua e, principalmente, verei meus filhos serem felizes ali, como fui, como sou. Não estarei mais privada do final de tarde com chimarrão com minha cumadre e minha “pitoca”, que veraneia ao lado, nem da feira de sexta pela manhã, nem do ar litorâneo, nem do mar marronzinho, nem da minha rede de leituras, dos meus cochilos no colchão velho, nem do carro do sorvete Alpe, nem do verdureiro e, menos ainda do meu lar, da minha paz. Para comemorar a permanência, passarei as férias reformando meu quarto e reciclando os móveis, únicos itens que não dei no afã da tristeza dos últimos dias de 2011. E que venha o meu verão, e que venham muitos verões!



Kayla, minha afilhada, minha "pitoca", a beira mar, na NOSSA praia!

2 comments:

ikenicotti said...

Mas nem por isso deves deixar de escrever e publicar as memórias destes 30 anos, não achas???

Se tua casa falasse!!!

Parabéns pelas crônicas!!!

Bruna Silveira said...

Ih, curioso! hehehe